Poemas · Junho 22, 2021

Antes da estrela da manhã, de Graça Pires

Antes que o sol poente
ultrapasse a linha do horizonte,
um ângulo de sombra corrige
a deriva do brilho no meu rosto.
No arco das pálpebras
havia a quilha do veleiro
que me atravessa os olhos
cada vez mais líquidos.
O impulso do corpo
fazia deslizar o vento
pelo incêndio dos mastros
na ondulação da noite.
Antes da estrela da manhã.

 

Graça Pires